Salário de R$ 2,6 mil é quanto ganha um zelador

São Paulo, SP – Até o final de 2012, a cidade de São Paulo deverá gerar 3,6 mil novas vagas em condomínios, levando em conta a média de sete funcionários por empreendimento. O número potencial de vagas para zeladores é de 520, igual ao total dos novos edifícios que serão entregues pelas construtoras aos compradores, no período.

O zelador é um profissional que hoje (setembro, 2011) pode ter um salário mensal de até R$ 2,6 mil, se for habilitado e conseguir vaga em condomínio no bairro Perdizes, zona Oeste de São Paulo, mas a profissão é bem remunerada em todas as regiões da cidade.

Depois de Perdizes, os melhores salários para o cargo de zelador estão nos Jardins: R$ 2,5 mil. Nas duas regiões, a média é de R$ 1,8 mil, mesma da região de Moema, onde o salário máximo chega a R$ 2,4 mil. No Morumbi, a média salarial é de R$ 1,7 mil; regiões da Mooca e Santana, R$ 1,6 mil; no Tatuapé, R$ 1,5 mil; e na região da Vila Mariana, R$ 1,4 mil.

Salários para porteiros e faxineiros – Para os cargos de porteiro, o salário pode chegar a R$ 1,6 mil na região dos Jardins, com média de R$ 1,2 mil. Em Perdizes, o máximo é de R$ 1,4 mil e a média, R$ 1,1 mil. No Morumbi, a média é de R$ 1 mil, chegando a R$ 1,3 mil.

Em relação aos faxineiros, os prédios de Perdizes chegam a pagar até R$ 1,3 mil. A média na região é de R$ 1 mil, mesma da região dos Jardins, onde o salário máximo para a categoria é de R$ 1,2 mil.

Segundo José Maria Bamonde, gerente de Relações Humanas da Lello Condomínios, administradora que levantou os dados acerca dos salários de funcionários de condominiais, a variação dessas remunerações tem a ver com a distribuição de condomínios de médio, alto e altíssimo padrão entre os diferentes bairros e regiões da cidade.

Bamonde observa que a mão de obra nos condomínios vem se tornando escassa, em razão da migração de muitos trabalhadores para a construção civil; e também da expansão do número de postos de trabalho, devido à entrega de empreendimentos recém-construídos, que atraem funcionários de outros prédios oferecendo ganhos maiores.

“A seleção está cada vez mais difícil, pois os melhores profissionais já estão colocados. Por sua vez, os síndicos estão cada vez mais exigentes, e a seleção está sendo feita com uma nova configuração, perfil e riqueza de detalhes”, segundo Bamonde.

“Trabalhamos cada vez mais com cargos como gerentes prediais, gerentes administrativos e encarregados de manutenção. Também, está sendo exigida maior especialização do pessoal de portaria, limpeza e zeladoria, levando esses profissionais a buscarem cursos oferecidos em sindicatos ou entidades educacionais”, alerta o profissional.

O gerente de Relações Humanas da Lello Condomínio, José Maria Bamonde, conclui lembrando que “a maioria dos condomínios não mais oferece moradia ao zelador, cujo perfil profissional está passando por mudanças importantes”.

Fonte: Imovelweb

This entry was posted in Administração, Artigos, Cidades, Condomínio, Dinheiro, Notícias, Síndico e Administração, Trabalho and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta